Medicina Antroposófica

Muitas são as ações que caracterizam e diferenciam a abordagem dos problemas de saúde pela Medicina Antroposófica. Tudo começa com uma imagem ampliada do ser humano, da saúde x doença e do processo de vida .

Diante de uma doença, o médico antroposófico vai considerar o quadro clínico do paciente - seus sintomas, os dados de anamnese, de exame físico, os subsídios de exames laboratoriais ou por imagem - como qualquer outro médico. Mas também vai pesquisar como está a vitalidade desse paciente, o seu desenvolvimento emocional e como ele tem conduzido sua vida através dos anos, sua história de vida ou biografia.


O diagnóstico convencional pode, então, tornar-se mais profundo e individualizado. A origem dos desequilíbrios pode ser identificada e transformada através da terapêutica. Esta envolve o uso de medicamentos produzidos com substâncias da natureza - minerais, plantas e até de alguns animais (abelha, corais) - através de técnica homeopática (diluição e dinamização), de processos específicos da farmácia ampliada pela Antroposofia (como é o caso dos medicamentos à base de metais) e de fitoterápicos. Mas também pode ser necessário o uso concomitante de medicamentos convencionais (alopáticos). Além de remédios, o médico antroposófico também prescreve orientações alimentares, de saúde em geral e de estilo de vida, além da possibilidade de trabalho conjunto com as terapias ligadas à Medicina Antroposófica (leia resumo sobre essas terapias nesta sessão).


Quem são os médicos antroposóficos?

A formação em Medicina Antroposófica no mundo todo é considerada uma extensão da formação médica acadêmica. Em resumo, a Medicina Antroposófica é uma prática exclusivamente médica, enriquecida pelo trabalho conjunto, interdisciplinar com outros profissionais, tais como: massagistas rítmicos, terapeutas artísticos, euritmistas e psicólogos. Atualmente no Brasil contamos com vários profissionais com mestrado e doutorado, indicando a permanente ligação com a medicina acadêmica. Além de clínicos e pediatras que ampliam sua prática com os conhecimentos da Medicina Antroposófica, há também outras especialidades: ginecologia, reumatologia, cardiologia, pneumologia, psiquiatria, oncologia; todos em busca de uma renovação de sua prática médica, para a melhoria da qualidade dos tratamentos oferecidos.

O que caracteriza a Medicina Antroposófica? Muitas são as ações que caracterizam e diferenciam a abordagem dos problemas de saúde pela Medicina Antroposófica. Tudo começa com uma imagem ampliada do ser humano, da saúde x doença e do processo de vida (veja "Conceitos Fundamentais" nesta seção). Diante de uma doença, o médico antroposófico vai considerar o quadro clínico do paciente - seus sintomas, os dados de anamnese, de exame físico, os subsídios de exames laboratoriais ou por imagem - como qualquer outro médico. Mas também vai pesquisar como está a vitalidade desse paciente, o seu desenvolvimento emocional e como ele tem conduzido sua vida através dos anos, sua história de vida ou biografia. O diagnóstico convencional pode, então, tornar-se mais profundo e individualizado. A origem dos desequilíbrios pode ser identificada e transformada através da terapêutica. Esta envolve o uso de medicamentos produzidos com substâncias da natureza - minerais, plantas e até de alguns animais (abelha, corais) - através de técnica homeopática (diluição e dinamização), de processos específicos da farmácia ampliada pela Antroposofia (como é o caso dos medicamentos à base de metais) e de fitoterápicos. Mas também pode ser necessário o uso concomitante de medicamentos convencionais (alopáticos). Além de remédios, o médico antroposófico também prescreve orientações alimentares, de saúde em geral e de estilo de vida, além da possibilidade de trabalho conjunto com as terapias ligadas à Medicina Antroposófica (leia resumo sobre essas terapias nesta sessão).

Onde posso encontrar Médicos Antroposóficos no Brasil?


Hoje contamos com aproximadamente 300 médicos certificados pela ABMA, distribuídos por todo o Brasil, desde o Nordeste até ]o Sul, com pleno domínio sobre os conhecimentos e práticas da Medicina Antroposófica. Você pode entrar em contato conosco, por e-mail ou telefone, para indicarmos os profissionais mais próximos de você.


Em Belo Horizonte, a Medicina Antroposófica está inserida no SUS - Sistema Único de Saúde, sendo praticada em postos de saúde da rede públi]a, be]m como no Ambulatório Didático da ABMA Regional Minas Gerais. Em São Paulo, ela está presente em algumas unidades do PSF - Programa de Saúde da Família, no Ambulatório Social da Associação Comunitária Monte Azul (link) e no Ambulatório Didático e Social da ABMA. Também em Florianópolis, o Ambulatório Didático e Social oferece atendimento à população carente


Quando e como começou a Medicina Antroposófica no mundo?

A Medicina Antroposófica surgiu na Europa no início do século XX, baseada na imagem do homem trazida pela Antroposofia ou Ciência Espiritual do filósofo austríaco Rudolf Steiner (1861 - 1925). A pioneira desse trabalho foi a médica Ita Wegman (1874 - 1943), que a partir de diálogos com Rudolf Steiner, desenvolveu as bases de uma nova arte médica, indicando medicamentos e terapias para diversas doenças. Atualmente a Medicina Antroposófica está presente em mais de quarenta países, nos cinco continentes. O órgão mundial responsável pela sua regulamentação é a Seção Médica do Goetheanum (link) ao qual a ABMA é filiada.

Muitas outras áreas práticas do conhecimento humano foram influenciadas pela Antroposofia, como é o caso da Pedagogia Waldorf, da Agricultura Biodinâmica, da Arquitetura de inspiração Antroposófica, da Farmácia, da Pedagogia Curativa e também da Economia e Gestão Empresarial. Para saber mais sobre a Antroposofia e o Movimento Antroposófico no Brasil, clique em www.sab.org.br (site da Sociedade Antroposófica no Brasil).


A Medicina Antroposófica trata de todas as doenças?

Como ampliação da medicina acadêmica, a Medicina Antroposófica oferece uma proposta de abordagem para todos os problemas de saúde, ainda que seja tomada apenas como terapia complementar, aliada a outros métodos terapêuticos. Na verdade, não é preciso estar doente para procurar um médico antroposófico. Ele fornece orientações e medicamentos que também auxiliam na prevenção de muitas doenças.


Conheça aqui as Leis que regem a Medicina Antroposófica no Brasil



Texto extraído do site da Associação Brasileira de Medicina Antroposófica

Posts em destaque
Recentes Posts
Procure por Tags
Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

RESPONSÁVEL TÉCNICO:       dr. Juarez Furtado      CRM6573  - RQE 3454  - RQE  14313

ENDEREÇO

AV.  Cel Marcos Konder 1207 sl.69

CENTRO - ITAJAI -  SC - 88301303

CONTATO

Telefone     47 3349.2960

Whatsapp   47 99118.2661

© 2014 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS   SAUDE EM DIA S/S